• “Banco de reflexões”

    Resultado de imagem para imagens  de um banco de praça com folhas atrás




    Recostada num banco no meio de tudo
    Mergulhei no fundo do meu nada
    Revivi momentos passados
    Eternas lembranças novamente reproduzidas
    Dando vida, uma vez mais,
    A tudo que o tempo cobrou seu preço
    Guardando na história,
    Restando apenas as cicatrizes

    Recostada neste mesmo banco
    Admirei o presente que, naquele instante
    Fez-se presente.
    Observei a primavera florescendo
    Trazendo nova vida
    No lugar das vidas colhidas pelo inverno
    Enchendo de música
    Onde o silêncio, por tanto tempo, dominara

    Ainda sentada neste banco
    Permiti-me uma aventura pelo futuro
    Indaguei-me sobre os novos rumos a tomar
    Senti-me cheia de vida
    Ao mesmo tempo em que senti
    O tempo esvaindo a vida de dentro de mim
    Dei-me conta de que, nesta jornada,
    Não há pressa, mas também não sobra tempo

    Despedi-me do banco
    Encarei a incógnita a respeito do que virá
    Abraçando a frágil incerteza que me envolve
    Correndo o risco de que esse viesse a se tornar
    Meu último risco.
    Michelly Pellá


  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Olá, muito obrigada por sua presença! Deixe seu comentário.
    Avise-nos se estiver seguindo o site, iremos retribuir!

    PUBLIQUE SEU TRABALHO!

    Faça parte da Morgenstern! Envie-nos o seu trabalho, é totalmente gratuito!

    ENDEREÇO

    Paraná, Brasil

    E-MAIL

    editoramorgenstern@gmail.com

    CELULAR

    +55 (44) 9 8438-8067
    +55 (44) 9 9887-8750