• Dores divinas

    Resultado de imagem para soprando tumblr

    Ele era um jovem alegre
    Um palhaço escondido na carne
    Brincava com o perigo
    Pensava em ser um vencedor.

    Anos cobraram mudanças
    Mudanças modificaram pensamentos
    Ideologias cobravam lágrimas reais
    De sumir de vez com os medos.

    Sua pele estava sangrando
    Brilhava no crepúsculo
    Madrugadas traziam dores
    E os machucados faziam
    Ele se transformar num ser divino.

    Religiões fracassavam no tempo
    Verdade:  continuam a falir
    Nas teias dos olhos
    Enxergam profundos momentos  
    Em divinas proporções.

    Menções em sua carne
    Risadas de alegria aos sábados
    Cortou o sol com remédios
    Transcendeu o teor normal.

    São as dores divinas
    Divinas são as dores
    Divinas são as luzes
    Que brilham abaixo do véu.

    Ele tenta correr contra o vento
    O vento é cruel demais para deixa-lo
    Invade o abismo da loucura
    E se torna seu confessor abnegado.

    As dores o fazem humano
    Mas a humanidade está farta
    Tantos clichês o atrelaram ao profano
    Disso ele sabia quando escrevia suas cartas.

    O ser de luz não mais escrevia
    Não mais respirava
    Não mais rimava
    Por que ele nasceu
    Somente para sentir.

    E sentir foi seu erro
    Pior acometido nos devaneios
    Incoerências pusilânimes
    Ausência de poesia na alma.

    O céu foi testemunha
    As estrelas a discórdia
    Produtos da moldura
    Um ser aceito para ser salvo.

    O passado descolorido
    A dor divina o coloriu
    Seus olhos castanho-escuros
    Descaradamente o denunciavam
    O falso palhaço, enfim, sorriu!


    Hivton Almeida

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Olá, muito obrigada por sua presença! Deixe seu comentário.
    Avise-nos se estiver seguindo o site, iremos retribuir!

    PUBLIQUE SEU TRABALHO!

    Faça parte da Morgenstern! Envie-nos o seu trabalho, é totalmente gratuito!

    ENDEREÇO

    Paraná, Brasil

    E-MAIL

    editoramorgenstern@gmail.com

    CELULAR

    +55 (44) 9 8438-8067
    +55 (44) 9 9887-8750