6 de junho de 2017

Eu odeio te amar

Olá pessoas... 
     Hoje eu trouxe para vocês um texto um tanto...romântico? Não tenho certeza. Vocês quem vão me dizer o que acham (e eu realmente gostaria que vocês me dissessem o que acham). Bem, o texto é narrado em primeira pessoa. Como havia lhes dito, vou dar algumas orientações sobre ele.
     A personagem principal (que narra a história) é uma garota de aproximadamente dezessete anos de idade. O outro personagem (de quem ela fala no texto) é um garoto de aproximadamente dezessete anos de idade.
     Eu realmente adoro esse tema de amor e ódio. Então, provavelmente irei escrever mais sobre isso. Se eu já tive uma relação assim com alguém? Já, e devo dizer que é um tanto estranho e prazeroso ao mesmo tempo, são as duas coisas pelo mesmo motivo; tanto o amor, tanto o ódio são sentimentos intensos. E essa intensidade é como uma injeção de adrenalina nas veias. É bom e ao mesmo tempo... arriscado.

Eu odeio te amar 

     Como você pode ser a pessoa que eu amo e a pessoa que eu odeio ao mesmo tempo? Como você tem esse sorriso lindo que me dá vontade de beijá-lo, e ao mesmo tempo um sorriso tão sarcástico que me dá vontade de... matá-lo? Como você pode dizer coisas tão lindas e ao mesmo tempo coisas tão estupidas? Como você pode ser uma pessoa tão especial e ao mesmo tempo uma pessoa que, quando os outros perguntam, digo que não estou “nem aí”? Como que quando estou com você meu coração acelera tanto que tenho medo de que possa ouvi-lo? Como? Como eu posso amá-lo e odiá-lo ao mesmo tempo? Diga-me, como? Sinto como se estivesse afundando em um poço e você é o único que pode me salvar. Mas, tenho a sensação de que você não vai me salvar, tenho a terrível sensação de que você vai me deixar morrer, afogada em meus sentimentos.
     Quando eu te vejo meu coração acelera, mas, quando você abre a boca para falar alguma coisa, eu sinto raiva. Sinto raiva porque você só sabe falar sobre os seus “esquemas” e sobre como todas as garotas querem você. Você quer tudo, menos o meu amor. Eu acho que é por isso que eu te odeio tanto. Porque você não me ama como eu te amo, porque você não me dá o devido valor. Porque você não quer ser apenas meu, você quer ser de todas, ao mesmo tempo. E eu quero ser só sua, eu quero ser apenas sua. Eu quero apenas te amar e atender seus telefonemas de madrugada, como eu sempre faço, aqueles telefonemas considerados bobos, mas que para mim são muito importantes. Eu quero escutar sobre os seus sonhos e sobre os seus pesadelos. Sorrir com você, mesmo conversando pelo celular. Sei que já faço isso, mas eu quero que você seja meu.
     Mas você não quer o mesmo, não é verdade? Você não quer que eu seja a sua pessoa e muito menos, que você seja a minha pessoa. Você não quer ser amado apenas por mim. Você quer ser amado por todos! Você gosta de ser amado por todos e de ficar com várias pessoas. E isso simplesmente me machuca. Eu quero matá-lo por me machucar.
     Mas quando você abre um sorriso sincero para mim, e diz que eu sou a sua baixinha e que eu fico fofa quando estou brava, eu te amo. Então você me beija e faz carinho em meus cabelos longos, diz que sou única e que não conseguiria viver sem mim, e o pior de tudo, você diz que vamos ficar juntos para sempre. Nesse momento eu penso que sou só sua e que você é apenas meu. Existe apenas nos dois no mundo e vamos ficar juntos, mas...eu estou me iludindo!  Nós não vamos ficar juntos, pois você se importa mais com beleza do que com caráter, você se importa mais com o que as pessoas são por fora e isso é fútil. Isso é muito fútil.
     Eu odeio te amar. Eu te odeio com todo o meu amor. Gostaria de matá-lo com meus beijos e de fazer carrinho em você com uma faca. Simplesmente eu te amo com todo o meu ódio, gostaria de fazê-lo sofrer e depois curar suas feridas. Você foi a maneira mais rápida que eu encontrei de conhecer o inferno.
     Eu sei que pode parecer doentio. Eu sou louca, mas você gosta de mim exatamente por isso. Você gosta de mim porque eu aceito me arriscar com você e não tenho medo de morrer. Mas você não me ama, apenas gosta de mim. E vou lhe dizer uma coisa, você também é louco e é por isso que formamos um casal perfeito. Um casal perfeitamente estranho.

Autor: Anjo Negro.

Morgenstern é um projeto de uma editora on-line que tem como objetivo principal publicar trabalhos de várias pessoas, dando oportunidades às mesmas, além de fornecer uma plataforma segura para pesquisas e estudos.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, muito obrigada por sua presença! Deixe seu comentário.
Avise-nos se estiver seguindo o site, iremos retribuir!

Contato
MORGENSTERN
+55 (44) 9 8438-8067
+55 (44) 9 9887-8750
Paraná, Brasil