30 de abril de 2017

Sinto sua falta
Best of nature photo

Eu não o porquê,
Mas a saudade me mata
Sinto sua falta.

Quando olhávamos as estrelas
Naquele céu escuro,
Nada fazia sentido
Você estava do meu lado,
Eu te observava
Cada sorriso que dava,
Eu me apaixonava.

As sombras projetadas em seu rosto
Os seus cabelos sedosos,
Nada explica a dor
Que a sua falta causa.

Tudo estava tão perfeito,
Mas você foi embora
Deixou-me sozinha
Com meus demônios,
Nada explicar a dor
Que estou sentindo agora.

Eu era sua melhor amiga,
Você me acolheu
Enquanto todos viravam as costas.

Deste que te vi
Senti algo especial,
Você me ajudou
No momento em que eu mais precisava,
Eu fiquei encantada.

Você falou que iria ficar,
Mas foi embora em uma noite chuvosa,
Ignorou-me até então
Lágrimas foram derramadas,
Estou no ápice da escuridão,
Largada no chão,
Angustiada.

Eu queria dizer que te amava,
Eu disse que te amava,
Mas você não entendeu
O que meu coração expressava.

Você tinha namorada,
Eu te queria,
Você a amava,
Olhava-a de um modo diferente
Como se fosse única,
Eu te fazia sorrir,
Você precisava dela
E eu nunca vou ser ela.

Você foi a estrela que me iluminou
Em um momento suicida,
Mas você me deixou
E eu estou acabada,
Sinto sua falta.
Ana Carla Quallio

Morgenstern é um projeto de uma editora on-line que tem como objetivo principal publicar trabalhos de várias pessoas, dando oportunidades às mesmas, além de fornecer uma plataforma segura para pesquisas e estudos.

3 comentários:

  1. Carol23.4.17

    Lindo poema Ana, parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo23.4.17

    Que poema lindo, me identifiquei muito com ele. Que intensidade com as palavras! Eu estou emocionada...Muito lindo!

    ResponderExcluir

Olá, muito obrigada por sua presença! Deixe seu comentário.
Avise-nos se estiver seguindo o site, iremos retribuir!

Contato
MORGENSTERN
+55 (44) 9 8438-8067
+55 (44) 9 9887-8750
Paraná, Brasil