• A rosa cheia de espinhos

    Best of nature photo

    Ela era fogo e chama
    Mas também era água
    Uma mistura de sensibilidade e explosão,
    Seu olhar encantava.

    Devastava todos que estavam em sua frente,
    Mas ajudava todos que lhe eram importantes
    Era uma rosa cheia de espinhos
    Espetava, mas também fascinava.

    Ela era sempre machucada,
    Mas sabia dar o troco
    Uma mistura doce e amarga,
    Filha da luz e da escuridão
    Um anjo, mas também um demônio
    Encantava todos a sua volta,
    Mas os afastava.

    Apenas um ficou,
    Ele prometeu-lhe o céu e a terra
    Dizia-lhe que era para sempre,
    Mas a deixou em frente à escuridão.

    O lado bom da rosa desapareceu
    O anjo transformou-se em demônio
    Todas as suas pétalas caíram,
    O único ponto de bondade em seu peito
    Desapareceu, consumido pelas trevas.

    O desejo pela vingança a cegou,
    Os espinhos a machucavam
    As mágoas a deterioravam.

    Cada dia que passava,
    O vazio aumentava
    Nada explicava a dor
    Que a rosa consumida por espinhos passava
    E a felicidade, onde estava?

    Ela chegou em seu limite
    Jogada em meio a escuridão,
    A rosa enxergou a luz
    Um homem deu-lhe a mão,
    A rosa agarrou e levantou do chão.

    Apaixonou-se pelo o homem
    A intensidade tomou-lhe conta,
    Toda a escuridão
    Saiu em uma explosão.

    As pétalas cresceram
    A rosa que antes era cheia de espinhos,
    Tornou-se a mais bela do jardim.

    O demônio virou anjo
    Toda a sua dor,
    Sumiu ao esplendor.

    Os espinhos transformaram-se em brotos,
    A rosa floresceu e morreu...

    Ela morreu feliz,
    O ódio e o desejo de vingança
    Foram substituídos por outra coisa,
    Uma coisa capaz de mudar tudo,
    O amor.

    Ana Carla Quallio
  • 5 comentários:

    1. Anônimo2.4.17

      Incrível!!!

      ResponderExcluir
    2. Que orgulho da minha filha por ter escrito este poema tão lindo.

      ResponderExcluir
    3. Carol2.4.17

      Que poema mais lindo, o amor é magnífico.

      ResponderExcluir
    4. Que poema lindo!!! :-0
      Parabéns Ana. Realmente o amor é capaz de mudar tudo! :)
      http://www.corujasemasas.com.br
      Beijos. <3

      ResponderExcluir

    Olá, muito obrigada por sua presença! Deixe seu comentário.
    Avise-nos se estiver seguindo o site, iremos retribuir!

    PUBLIQUE SEU TRABALHO!

    Faça parte da Morgenstern! Envie-nos o seu trabalho, é totalmente gratuito!

    ENDEREÇO

    Paraná, Brasil

    E-MAIL

    editoramorgenstern@gmail.com

    CELULAR

    +55 (44) 9 8438-8067
    +55 (44) 9 9887-8750